segunda-feira, 11 setembro, 2017
Capa > Estilos > Épico > Bijuterias medievais
Bijuterias medievais

Bijuterias medievais


Pin It



Bijuterias Medievais: A Idade Média, Idade Medieval, Era Medieval ou Medievo foi o período intermédio numa divisão esquemática da História da Europa, convencionada pelos historiadores, em quatro “eras”, a saber: a Idade Antiga, a Idade Média, a Idade Moderna e a Idade Contemporânea. A maior parte da arte medieval que chegou aos dias de hoje tem um foco religioso — fundamentado no Cristianismo. Essa arte era muitas vezes financiada pela Igreja; bem como por figuras poderosas do clero, como bispos; por grupos comunais, como os dos mosteiros; ou por patronos seculares ricos. Como no período a vasta maioria dos camponeses era iletrada, as artes visuais, aliadas aos sermões, eram o principal método para comunicar as ideias religiosas.
Com a invasão dos povos bárbaros em Roma, as pessoas foram para o campo, onde estariam mais seguras. Os grandes proprietários então, construíram castelos com grandes muralhas e segurança para se protegerem dos bárbaros.

Com a queda do Império Romano, técnicas artísticas da Grécia Antiga acabaram perdidas, entre elas estava muito do que se sabia sobre a noção de perspectiva. A pintura medieval passa a ser predominantemente bidimensional, e as personagens retratadas eram pintadas maiores ou menores de acordo com sua importância. Esse caráter estilizado das obras do período é também entendido como um reflexo próprio daquele contexto cultural, que enxergava a vida com forte ênfase no seu aspecto simbólico. Os artistas medievais não estavam primariamente preocupados com o realismo, a intenção de passar uma mensagem religiosa pedia imagens claras e didáticas ao invés de figuras desenhadas com precisão fotográfica.

Ao lado da pintura, a tapeçaria foi a mais importante forma de arte medieval. Isso decorre em muito por sua utilidade ao manter o calor interno dos castelos, construídos de pedra, no inverno. A mais famosa tapeçaria medieval é o ciclo d’ A senhora e o unicórnio. As duas principais manifestações arquitetônicas, principalmente relacionadas à construção de catedrais, foram o estilo românico e mais tarde o gótico. Destaca-se também a formação das corporações de ofícios, reunindo artesãos.

Depois de um pouquinho de história, deu pra perceber que as bijuterias no estilo medieval puxam muito um lado gótico e religioso.

Achei super interessante este colar que na verdade é uma gola de correntes. Caracteriza bem o estilo medieval. Bem interessante para quem gosta das bijuterias góticas.

E o chainmaille? Funciona perfeitamente para a produção de bijuterias medievais. Quer um passo a passo? Veja aqui.

O estilo medieval também pode ser romântico.

E que tal as bijus medievais feitas em Frivolité? Veja alguns modelos de passo a passo e explicações sobre a técnica aqui.
Algumas bijus mais simples apenas precisam de acabamentos no estilo medieval ou gótico.

Um exemplo disso você pode ver com as “coroas”  de filigree que se adaptam no topo das miçangas.

Show né? Pois então, mais um estilo para aguçar a criatividade de vocês.
medieval

Sobre MarianaEspindola

Formada em Direito, é Empresária, Escritora e Blogueira.

Um comentário

  1. MUito legal esse post Mari. Verdadeira aula de História! E as bijus, muito lindas! Bjus