domingo, 10 julho, 2016
Capa > Estilos > Retrô > Anos 60 > Festival de Woodstock e a Moda Anos 60 e 70
Festival de Woodstock e a Moda Anos 60 e 70

Festival de Woodstock e a Moda Anos 60 e 70


Pin It



O Festival de Woodstock comemora hoje 40 anos e os shows já estão rolando a partir de hoje mesmo, na cidade de Bethel no Estado de Nova York, EUA. Ele foi um festival de música anunciado como “Uma Exposição Aquariana”, organizado na fazenda de 600 acres de Max Yasgur de 15 a 18 de agosto de 1969.
Continue lendo e saiba mais sobre o Festival de Woodstock e a Moda Anos 60 e 70.
O festival exemplificou a era hippie e a contracultura do final dos anos 1960 e começo de 70. Trinta e dois dos mais conhecidos músicos da época apresentaram-se durante um chuvoso fim de semana defronte a meio milhão de espectadores. Apesar de tentativas posteriores de emular o festival, o evento original provou ser único e lendário, reconhecido como uma dos maiores momentos na história da música popular.
O evento foi capturado em um documentário lançado em 1970, Woodstock, além de uma trilha-sonora com os melhores momentos.
Acontece que, este festival, não só decretou um momento histórico, dando espaço para novos estilos musicais e um pensamento mais “Paz e Amor”, como também definiu uma nova moda no mundo fashion.
O tye dye, roupas mais largas de tecidos trabalhados e leves, coletes, as tranças nos cabelos, os acessórios em couro e, principalmente, as bijuterias, fizeram parte daquela nova cultura denominada hippie.
Em termos de bijuterias podemos observar que, o macramê e as pedras, assim como o símbolo da paz, as penas e as cores bem variadas e coloridas foram essenciais nos modelitos da época. As bijus de couro como as rústicas, bem manuais mesmo, fizeram bastante a cabeça daquela comunidade super relax.
Outra coisa legal a se observar na moda hippie é a sobreposição de colares. Misturar colares de texturas, cores e formas diferentes mostrava um ar mais trash e rebelde ao look. A intenção era exatamente essa, mostrar uma certa revolta em relação a alguns acontecimentos da época, como a guerra do Vietnã que durou de 1959 até 30 de abril de 1975.
Voltando a falar no festival, mesmo considerado um investimento arriscado, o projeto foi montado tendo em vista retorno financeiro. Os ingressos passaram a ser vendidos em lojas de disco e na área metropolitana de Nova York, ou via correio através de uma caixa postal. Custavam 18 dólares (aproximadamente 75 dólares em valores atuais), ou 24 dólares se adquiridos no dia. Aproximadamente 186,000 ingressos foram vendidos antecipadamente, e os organizadores estimaram um público de aproximadamente 200,000 pessoas. Não foi isso que aconteceu, no entanto. Mais de 500,000 pessoas compareceram, derrubando cercas e tornando o festival um evento gratuito.
Untitled
Este influxo repentino provocou congestionamentos imensos, bloqueando a Via Expressa do Estado de Nova York e eventualmente transformando Bethel em “área de calamidade pública”. As instalações do festival não foram equipadas para providenciar saneamento ou primeiros-socorros para tal multidão, e centenas de pessoas se viram tendo que lutar contra mau tempo, racionamento de comida e condições mínimas de higiene.
Embora o festival tenha sido reconhecidamente pacífico, dado o número de pessoas e as condições envolvidas, houve duas fatalidades registradas: a primeira resultado de uma provável overdose de heroína, e a outra após um atropelamento de trator. Houve também dois partos registrados (um dentro de um carro preso no congestionamento e outro em um helicóptero), e quatro abortos.
Ainda assim, em sintonia com as esperanças idealísticas dos anos 60, Woodstock satisfez a maioria das pessoas que compareceram. Mesmo contando com uma qualidade musical excepcional, o destaque do festival foi mesmo o retrato comportamental exibido pela harmonia social e a atitude de seu imenso público.

Sobre MarianaEspindola

Formada em Direito, é Empresária, Escritora e Blogueira.

6 comentários

  1. adoro esta moda, anos 70 estas biju são o maximoo!

  2. adorei o post… e a relaçao de influencias….
    pego muita inspiraçao aqui…

    acho o macrame o máximo!

    de uma passada na minha casa e veja suas influencias…

    http://renatiando.blogspot.com/

    beijos

  3. Parabéns pela postagem. Um estilo jornalístico perfeito. Sem falar nesse estilo que é insuperável. Bjs

  4. Oi Mari!

    Nas minhas compras na 25 semana passada garimpei duas peças nesse estilo… depois vou fotografar e postar lá no blog para vc ver srrsrsrsrsrsrsr

  5. As bijuterias hippies são lindas, adoro, exatamente por essa coisa de feito a mao que eu amo! E outra coisa muito legal, é que elas são são exclusivas, por que nenhuma peça fica igualzinha a outra…

  6. Olá amiga, vim conferir as novidades,este tempinho que fiquei fora deixei de ver muita coisa, mais hoje vim conferir kkkk,ta tudo muito lindo, parabéns pelos trabalhos, vou espiar mais um pouco, um grande beijo, e uma ótima semana, até mais querida.