domingo, 10 setembro, 2017
Capa > Estilos > Rústico > Étnico > Técnica de Nós Chineses para Bijuterias
Técnica de Nós Chineses para Bijuterias

Técnica de Nós Chineses para Bijuterias


Pin It



Técnica de Nós Chineses para Bijuterias: O nó chinês é uma arte manual decorativa que começou como uma forma de arte folclórica Chinesa nas Dinastias Tang e Song. Foi então, popularizada mais tarde nas Dinastias Ming e Qing. Essa arte também é referida como “Nós decorativos tradicionais Chineses”. Em outras culturas, também é conhecida por “Nós decorativos”.
O que fazer com esses nós? Bom, as “miçangueiras” de plantão sabem direitinho como utilizá-los. Eles servem para fazer brincos, colares, pulseiras comuns e de relógios, prendedores de cabelos e muito mais.
Eu pessoalmente chamo esses nós de “Macramé Chinês”, por utilizarem uma técnica equivalente à do macramé comum.
Bijuterias feitas com nós chineses
nó2
Exif_JPEG_PICTURE
Lydia Chen é uma escritora que listou 11 tipos diferentes de nós básicos Chineses em seu primeiro livro. Outros nós mais complexos foram criados com a repetição ou a combinação dos nós básicos.
Vamos aprender alguns deles?
1- Este primeiro passo a passo é do nó decorativo chinês chamado de “Nó Decorativo de Botão”.

Para fazer esses nós, use fitas, fio de seda, de cetim, couro e etc.
2- Nó “Botão Achatado”, Nó “Brocado Redondo” e Nó da “Boa Sorte”.

3- Nó de Flor.
4- Nó “Pan Chang”.
5- Nó Chinês “Quadrado”.

Saiba mais:

O folclore chinês desperta grande interesse mundial. Ele integra o leque de legados de cinco mil anos da civilização chinesa, traduzindo -a através de nítidas características geográficas e étnicas. Agora, vamos conhecer uma das artes folclóricas: o nó chinês. O nó chinês é um dos produtos artesanais mais conhecidos e populares em todo o mundo. Ele é caracterizado por ser entrelaçado numa corda fina unida por diferentes nós que forma desenhos que dão boa sorte. Cada um dos nós possui um nome específico, de acordo com sua forma e significado, como por exemplo “Ruyijie”, o nó do desejo, “Panchangjie”, nó da longevidade… todos expressam felicidade e boa sorte, refletindo antigas crenças assim como a aspiração do povo chinês pela sinceridade, bondade e a beleza.
O nó chinês é uma arte milenar. Segundo registros históricos, ainda nos tempos remotos, os ancestrais chineses registravam os assuntos com nós nas cordas. Esta tradição foi mantida até o surgimento dos caracteres primitivos. Durante a formação da civilização chinesa, a corda era muito usada. Na pronúncia chinesa, a corda tem o mesmo som da palavra divindade. Há ainda uma lenda, acredita-se que o dragão divino venerado pela nação chinesa por ser considerado como “descendente do dragão” e a corda parece justamente um dragão curvado. Na pré-história, a imagem do dragão divindade era expressa através da variação de nós na corda.

O entrelaçamento da corda também era muito usado no cotidiano dos chineses. Citando como exemplo, no vestuário, os chineses gostavam de entrelaçar panos na cintura para ajustar as roupas. Posteriormente, surgiu o nó em forma de botão. Os chineses costumavam utilizar a jade como botão, usavam ainda várias pedras de jades presas a uma corda, formando um belo cinto. Além disso, os ancestrais carregavam carimbos por toda parte. Por isso, muitos carimbos possuem um buraco para ser amarrado. Os espelhos de bronze também ganharam orifícios para facilitar o manuseio.

Na dinastia Qing (1644-1911), o nó nas cordas era considerado uma arte. O seu estilo era diversificado e era empregado como decoração. Hoje, é bastante utilizado em cortinas , liteiras e instrumentos em geral.

O nó de corda possui ainda outras funções que ultrapassam o âmbito decorativo, pois são simbólicos. Por exemplo, é comum nos casamentos colocar o nó de corda na cortina do leito, pois isto impedirá o casal de se separar e vai mantê-los apaixonados para sempre. Colocar o entrelaçamento de corda na jade implica no desejo de que tudo corra bem, de vento em popa; no leque significa boa sorte e que tudo aconteça de acordo com o desejado. Muitas poesias chinesas também descrevem o nó de corda com propriedade.

Em chinês, o “Jie” (nó) significa a harmonia e união e possui o som parecido com “Ji”. Ji por sua vez, significa a boa sorte, felicidade, longevidade e prosperidade. Por isso, o nó de corda torna-se o portador de parte da cultura tradicional chinesa.

Este “Saiba Mais” foi retirado do site Cri Online ( Rádio Internacional da China).

Sobre MarianaEspindola

Formada em Direito, é Empresária, Escritora e Blogueira.

5 comentários

  1. Olá,mariana.Menina,sempre que venho em seu Blog,fico mais encantada…quanta coisa lindaaaa.Parabéns pelo seu bom gosto.Beijinhos carinhosos!!!

  2. Lindas essas bijuterias feitas com nós chineses, interessante que parece muito com nós celtas. Aproveitando a oportúnidade gostaria que postasse sobre bijuterias celtas.
    Fique na paz do Senhor.

  3. Amei essas bijus,show parabéns,passa no meu humilde blog para ver meus trabalhos,bjs.

  4. É a primeira vez que acedo ao teu blog, achei simplesmente espetacular, parabéns! E obg por ensinar através do mesmo. Mto sucesso!
    Beijos
    Mércia

  5. Oi Mariana,

    Você sabe onde comprar fio chinês em São Paulo? Ou na liberdade ou na região da 25 de março? Muito obrigada!