terça-feira, 12 dezembro, 2017
Capa > Dicas da Mari > Um pouco sobre mim
Um pouco sobre mim

Um pouco sobre mim


Pin It



Um pouco sobre mim: Eu resolvi fazer esta postagem de hoje falando um pouquinho sobre mim em função dos emails e recadinhos (sempre carinhosos) que eu tenho recebido ultimamente. Acompanhem e entendam mais sobre o meu trabalho, meu dia-a-dia e estilos que admiro.
eu1

Nome: Mariana Espindola Barrett

Nascimento: 08/08/1980
Marca: Como Criar Bijuterias e Grupo Mariana Espindola (www.gmesp.com)
Local: Tyler/Bullard – Texas (Mas sou carioquíssima!)
Crafter” como hobbie ou profissão?
– Hobbie e profissão. Estudei Arquitetura e Direito. Porém hoje sou recrutadora/gerente por uma  empresa americana, mas ainda trabalho com montagem de bijuterias.
Descreva o seu universo craft:
Meu universo craft é vintage, romântico e bastante criativo! Mas ultimamente tenho preferido fazer bijuterias mais boêmias.
E foi assim tudo começou:
Em 2007 uma amiga que tinha um blog de maquiagem (aliás, se não for um dos primeiros blogs, foi o primeiro sobre o assumto!) perguntou se eu não queria montar um blog para bijuterias. Daí eu tive a idéia de criar tutoriais e passo a passo para ensinar. O meu blog foi um dos primeiros nesse ramo na língua portuguesa.
Como a sua marca surgiu?
O nome do site surgiu a partir dessa idéia de ensinar a montar bijuterias. A palavra “criar” acabou sendo mais adequada do que a palavra “fazer” porque eu não só ensino a fazer como também trabalho em aguçar a criatividade das minhas seguidoras e visitantes.
Quais são suas fontes de inspiração?
A minha maior inspiração está em conhecer os estilos e modas que existem por aí. As minhas preferidas são a moda boêmia, retrô, vitoriana, rococó e vintage. Eu acredito que tudo tem um ponto de partida. Se você conhecer esse ponto de partida você consegue alcançar o resto. Não dá pra querer explorar a sua criatividade sem ter uma base de conhecimento.
Conte sobre os materiais e as cores que mais te encantam:
Os materiais que mais me agradam são os fios copper (arames de cobre) em várias espessuras além de correntes e tecidos variados. Com relação as cores, adoro o azul e o verde. A mistura desses tons com marrons, brancos e beges eu gosto muito também. É claro que passo por fases. Amo trabalhar com entrelaçamento e costura de miçangas em termos de técnica.
Quais são as suas preferências ao criar?
Prefiro criar colares. Mas são fases. Esses dias só pensei em pulseiras e braceletes.
navio1
Você trabalha sozinha ou possui uma equipe ? Conte um pouco como é sua rotina de trabalho:
Já tive uma equipe para a administração do blog, sim. Eles me ajudavam principalmente com o visual do blog. Mas, em geral, sou eu quem faz a maior parte. O início de um trabalho como esses é muito solitário. Apenas após uma certa popularidade é que se consegue ajuda e apoio externos..
A minha rotina é:
Eu acordo cedo e respondo a todos os emails, pedidos de consultoria, parceria e posto updates no Facebook. Logo após, começo a trabalhar no meu outro trabalho. É um trabalho de tempo integral mas muito gratificante e divertido. Além disso tenho um canal no Youtube que procuro dar o máximo de atenção possível.
Aos finais de semana eu arrumo a minha casa, cuido do meu jardim, brinco com a minha filha e muitas vezes inicio a criação de vídeos com tutoriais e passo a passo em fotos para o blog. Também costumo frequentar a academia e vou à Igreja. (sou contrabaixista e Ministra de Louvor). A minha outra arte é a música!
Ao caminhar (daqui pra frente), quais são seus projetos e ideais?
Estou escrevendo um livro sobre montagem de bijuterias. Algumas meninas não acham suficiente mais de 800 posts sobre montagem  e passo a passo que eu tenho no blog rsrs. Mas está bem! Mais trabalho, mais diversão!
frame 045
Sua sugestão para quem está iniciando:
Eu sugiro começar devagar, escolhendo primeiro o tipo de bijuterias que quer fazer. Depois, ver quais os materiais necessários para criá-las. Dedique-se em aprender os modelos mais desejados e não fique tentando diversificar muito. Deixe isso para mais tarde.
Uma dica(s) sua de artesanato (na prática):
A minha dica prática é usar fios (arames). Com eles você não tem a necessidade de comprar elos, acabamentos e outras pecinhas tão necessárias. Além de baratear seu custo. Para quem tem dificuldades em encontrar os fios, trabalhe com costura de miçangas e entrelaçamento. Evite esse trabalho barato e fraco de colar pecinhas.
Na sua opinião qual o diferencial do artesanato do seu país com o artesanato de outras partes do mundo?
Eu acredito que aqui nos EUA o diferencial é a qualidade e a variedade dos materiais. Eu vejo peças incríveis que acho que seriam difíceis de serem feitas no Brasil e até em muitos outros lugares do mundo.
Se você fosse um aviamento (um material de trabalho), qual seria?
Eu gostaria de ser um camafeu de porcelana bem vintage.
Mas seu eu fosse uma ferramenta…humm…Acho que eu seria um alicate de ponta redonda. Não sei explicar totalmente o porquê. Algum psicólogo aí pra me ajudar a decifrar isso? Acho que é para moldar tudo com bastante curva!
eueu
Uma pequena lição de vida:
Se você quer ser uma pessoa feliz, não se acomode. Quem se acomoda não cresce, não tem sucesso, não valoriza o que consegue como deveria e acaba tendo uma vida sem sonhos realizados. Eu pedi à Deus que a minha vida não fosse assim. Pra que Ele nunca deixasse que eu me acomodasse. E Ele tem me respondido.
Como a internet influencia o seu trabalho?
A internet influencia em 100% o meu trabalho.
Qual o endereço do seu blog?
Algumas leitoras me perguntam se eu já fiz algum curso que tivesse me ensinado a criar bijuterias. Bom, nunca fiz curso nenhum. Tudo o que eu aprendi foi através de pesquisa em revistas de moda e de montagem de bijuterias, pesquisas online e também “de olho”. Passar pelas lojas que mais me agradam e dar uma bisbilhotada no que tem de novo, ultimamente tem sido meu passatempo mais agradável.
Outra coisa que é importante destacar é que tudo o que eu sei hoje levou um bom tempo para eu aprender. Já quebrei muito a cara e gastei muito material para descobrir novas técnicas. É claro que se você tiver quem ensine o passo a passo, o desperdício não acontece e em minutos você aprende o que muita gente leva meses para aprender sozinho.
Muita mas muita coisa legal eu ainda não sei fazer. Ninguém sabe tudo, não é mesmo? O que mais tem me feito “suar” em termos de montagem de bijuterias hoje em dia são os arames. Tem muita coisa louca e interessante por aí que eu olho e penso “gente… como é isso?”… O negócio é ter força de vontade e correr atrás das técnicas, seja por conta própria ( ou “de olho”) ou seja com a ajuda de pesquisas. Se você disser: “Ai… é muito difícil, não vou fazer esse modelo, não…” Agindo assim, muitas vezes você se engana e acaba não aprendendo a fazer uma peça super bonita que com a técnica certa seria fácil, fácil de fazer.
O meu gosto:
Colar de crochê e fitas de seda feito por mim.

Brincos de miçangas bordadas em tecido:

Brincos frente

As bijuterias que eu uso não são do tipo super exageradas, não. Não uso nada muito modernoso e de traços bem definidos como as bijus que lembram a década de 80. Meu estilo preferido para o dia-a-dia é o vintage, tanto para roupas como para bijuterias. Amo pérolas, tons dourados, prateados, azul bebê, rosa chá ou rosa antigo, beige, preto, verde musgo e pingentes com strass e de porcelana pintados à mão. Os camafeus também têm um espaço garantido no meu porta-bijuterias. Adoro também as minhas bijuterias de miçangas bordadas em tecido. As de crochê e renda então…sempre me perguntam onde as comprei!
Devo destacar que, apesar de não usar com muita frequência bijuterias étnicas, de madeira, de açaí, de chainmaille e etc, são estilos que também me agradam e muito. Mas sabe como é quando a gente cisma com um estilo…para ele ser substituído demora um pouco.
Uma leitora me perguntou se eu dou aulas. Infelizmente não tenho mais dado aulas e também não tenho vendido mais as peças que eu produzo.
Com relação ao blog, vou continuar postando tutoriais super legais, tanto os tutoriais que eu mesma produzo como os tutoriais que eu encontro em sites estrangeiros, colocando os devidos créditos e fazendo o trabalho de tradução de cada explicação.

Caso você queira manter contato comigo para “trocarmos figurinhas”, e me passar suas sugestões, além de seguir este blog, faça parte também da comunidade dele no facebook  neste endereço: http://www.facebook.com/comocriarbijuterias

Um beijo grande para todas!
Mari.

Sobre MarianaEspindola

Formada em Direito, é Empresária, Escritora e Blogueira.

3 comentários

  1. Olá Mariana!
    Chamo-me Beta vivo em Portugal e gosto de fazer bijus principalmente com swarovki, eu tal como você aprendi tudo sozinha através de livros e net, aliás tenho um investimento enorme em livros…rsrsrs…mas claro que o que eu faço ao pé dos seus, os meus nem uma amostra são, quero dár-lhe os Parabéns pelos seus trabalhos (que são lindos de morrer) e pelo seu blog, mas principalmente um grande OBRIGADA por tudo o que ensina no seu blog.Desejo-lhe as maiores felecidades e que Deus lhe dê muita saúde para continuar trabalhos tão lindos.
    Beijinhos
    Beta

    beta-ataide@hotmail.com

  2. Olá, Mariana. Antes de tudo, agradeço a sua extrema generosidade em compartilhar sua arte com os leitores, é raro encontrar pessoas talentosas que tenham esse tipo de atitude, normalmente preferem capitalizar em cima de cada minúsculo pedacinho de informação que possam nos oferecer – você é sem dúvida alguém muito especial. Estou encantada, suas peças são belíssimas! Assim como vc, aprendi a confeccionar minhas peças por conta própria (a primeira aos 6 anos de idade, quando destruí um rosário de contas de cristal rosa da minha mãe para enfeitar colocá-las em meus grampos de cabelo… hihihi). Seu gosto é muito parecido com o meu, tenho certeza de que consultarei seu blog inúmeras vezes e que aprenderei muito graças à sua generosidade. Gostaria muito que, caso seja possível, vc pudesse me informar algum sítio na rede onde eu possa adquirir materiais online a um bom preço para confeccionar minhas bijuterias, especialmente materiais em porcelana pintada à mão, flores em metal e cristais no varejo. Onde moro há lojas especializadas, mas os preços são de matar pq a cidade é pequena e não há muita concorrência, e como faço minhas peças por puro prazer e não para venda, acaba ficando difícil adquirir materiais de boa qualidade sem pesar um bom tanto no bolso no fim do mês.
    Agradeço novamente a sua generosidade, pessoas como vc são especialíssimas. Vc não possui apenas um dom, mas tb um coração de ouro!
    Meu e-mail é dagtexiss no gmail, obrigada.

  3. Importante na vida vida é fazer o que se gosta parabéns, tu vende as peças??? Beijo Lisette.